Eventos, Projetos Culturais

Tour por Santa Tereza: Roteiro turístico pelo tradicional bairro de BH

Quem conhece o bairro Santa Tereza se apaixona logo de cara. É um lugar totalmente diferente de tudo que temos em nossa querida cidade. O bairro mais tradicional de Belo Horizonte traz uma memória a cada esquina. Confira um tour pelo bairro que está no coração de cada mineiro:

O Início

Após passarmos pelo famoso viaduto de Santa Tereza- construção de 1928 que liga o centro da cidade aos bairros Floresta e Santa Tereza , sobre o ribeirão Arrudas e os trilhos da Central do Brasil, adentramos o bairro carinhosamente chamado de Santê para começar nosso passeio.

Observamos o Grupo Escolar José Bonifácio: Escola José Bonifácio, rua Hermilo Alves, 136, prédio inaugurado em 1930 e que sediou o Quartel do 8º Batalhão da Força Pública, no início da Revolução Constitucionalista de 1932 e lá permanecendo até 1934, quando a unidade policial se mudou para a cidade de Lavras/MG

Em seguida avistamos a Vila Ivone -Moradia na rua Hermilo Alves, 210, criada pelo português Avelino, que passou a residir no local a partir de 1910. As onze moradias que tem no lote foram erguidas para as residências de seus filhos. O nome Ivone porque a filha mais nova tinha esta denominação. A casa que fica de portas para a rua, de estilo neoclássico, também de 1910, é a mais antiga moradia da região de Santa Tereza.

Praças e Igrejas

Logo depois nos dirigimos até a Pça Duque de Caxias, principal do Bairro onde podemos tirar fotos da Igreja de Santa Teresa e Santa Teresinha -Sua construção iniciada em 1932, somente em 1962 foi consagrada. Para a sua construção, muito contribuiu a comunidade (através de barraquinhas, rifas e outras contribuições) e órgãos públicos como Prefeitura e Estado. Esta praça foi criada em 1937, pelo Prefeito Otacilio Negrão de Lima. Ao longo dos anos, sofre três reformas para deixa-la como está no momento.

Ainda na praça, passamos, em seguida, pelo Cinema Santa Tereza :-Inaugurado em 1944, com o filme “O Conde de Monte Cristo”, funcionou até 1980, com matinês infantil, juvenil e adulto, aos domingos e nos fins de semana. Era o local de diversão da sociedade do bairro. Atualmente, o prédio comprado pela Prefeitura, sedia o MIS que projeta filmes especiais, mantém biblioteca e sala multimeios.

Ao lado podemos observar o Prédio do colégio Tiradentes. -O local já sediou uma Hospedaria de Imigrantes, em 1914; o primeiro Batalhão do Exército de Belo Horizonte, em 1917; e o 5º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais. Atualmente a área sedia o Colégio Tiradentes da PMMG, com cerca de cinco mil pessoas entre alunos, funcionários e professores. Também o 16º Batalhão da PM, criado em 1972, que é responsável pela segurança da Região Leste de BH.

Avistamos a Praça Coronel José Persilva – Confluência das ruas Tenente Durval, Salinas e Norita. Criada em 1956 e tem o nome de um vulto da comunidade e herói de várias revoluções no Estado.

Passamos pela Confraria de São Gonçalo . Rua Norita, 09, recebe amigos, principalmente nas noites de segunda-feira, para cantar conversar e manter ótimo relacionamento. Nas paredes da entidade dezenas de fotos de pessoas que participam da entidade e de algumas personalidades que foram homenageadas pela Confraria.

Saindo da região Central do bairro e seguindo sua principal Rua, a Mármore, nos dirigimos até o O Bar do Orlando, cujo nome original é “Bar dos Pescadores”, foi criado em 1930, com a construção do prédio que o sedia em 1928, por José Inácio Resende. Devido a Parada de Trens, conhecida como Parada do Cardoso, era onde as pessoas embarcavam para suas pescarias e compravam as tralhas de pesca (vara, anzóis, iscas e pinga) antes de embarcar para Sabará, General Carneiro e outras localidades. Depois de Zé Inácio, o bar passou para o tio de Orlando, que o comprou e está à frente do estabelecimento há mais de 33 anos.

Bar do Museu Clube da Esquina

Pra finalizar nosso roteiro, retornamos em direção ao Clube da Esquina, que na realidade não é um clube mas o local, esquina de ruas Divinópolis e Paraisópolis, onde os jovens, principalmente da família dos Borges, que fica a poucos metros da esquina, juntamente com Milton Nascimento, Fernando Brant e outros grandes nomes se reuniam nas décadas de 1960 e 1970, para compor e tocar seus instrumentos.

Finalizamos nosso passeio com uma agradável degustação de petiscos mineiros com cerveja artesanal bem gelada ou uma caipirinha ao som de um dos shows no Bar do Museu de artistas renomados da segunda geração da família ou amigos que está a poucos metros desta esquina. O Bar.

inaugurado em dez de 2016, foi criado para homenagear e manter a chama acesa do Movimento. Acontecem shows todos os dias de terça a domingo.

Onde é o Bar Clube da Esquina já sediou um dos restaurantes portugueses mais conhecidos de BH. Era o famoso Aldeias de Portugal, dirigido por um nativo daquela terra e seu secretário. Funcionou durante muitos aos até o falecimento de ambos. Bar Clube da Esquina veio preencher uma lacuna quando da visita de turistas à região, que querem conhecer os membros daquele famoso clube.

Então, através de fotos e da participação de pessoas que fizeram a lenda do Clube, como Marilton Borges, se apresentam e tocam músicas daquele repertório.

agenda da semana

Bar do Museu Clube da Esquina

Endereço: Rua Paraisópolis, 738, Santa Tereza, Belo Horizonte, MG
Telefones: (31) 2512-5050 (31) 9 9688-0558
[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *