Roteiros Turísticos

A nostálgica época do Clube da Esquina por Jaciere Avelar

Ah, como gostaria de ter nascido nessa maravilhosa época! Apesar de tantas dificuldades, em meio a ditadura e outros problemas no país e no mundo, a ascensão musical da MPB era notável e foi em meio a este cenário que o famoso Clube da Esquina teve início. No bairro Santa Tereza, ainda hoje famoso bairro boêmio de Belo Horizonte, foi ali, que os amigos iniciaram um novo movimento que marcaria pra sempre a musicalidade brasileira.

O Clube da Esquina era algo completamente diferente e inédito, e as pessoas logo se encantaram com as poéticas composições dos novos artistas. O movimento originado em Belo Horizonte, resultado da união de jovens músicos mineiros que inovaram e espalharam seu talento por todo o país e logo mais, pelo mundo. Inspirados nos embalos da Bossa Nova, Jazz, Rock (principalmente Beatles), tais músicos tornaram-se referência de qualidade na MPB, na década de 70.

Hoje, observando a qualidade das músicas existentes, entristeço-me, pois não há essência, poesia, rima e romantismo nas letras. A música brasileira se perdeu, não há mais profundidade e conteúdo nas canções. Vivemos um momento musical, onde o que predomina é a “sofrência” em larga escala, ou as músicas dançantes como o funk e o pop por exemplo, ganham destaque. Desta forma, os traços do Clube da Esquina e da MPB vão se perdendo na música brasileira.

Quando ouço canções de Gil, Chico Buarque, Caetano e Milton, ponho-me a pensar como teria sido se eu, romântica, sonhadora que sou, tivesse presenciado tal momento musical. Se ainda hoje, desfrutamos com tal intensidade das composições de tantos anos atrás, naquele momento devia ser um êxtase total para os amantes da MPB. Queria eu ter presenciado esses “bons tempos musicais”.

 

Jaciere Avelar
28 anos
Relações Públicas
Assessora de imprensa e redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *